Há campos de trigo imensamente vastos, sob um céu lúgubre... e não desisti ainda de tentar expressar a tristeza e a solidão mais extrema... Chego quase a acreditar que essas pinturas dirão a você aquilo que não consigo por em palavras... (Van Gogh para Theo)
16.04.06
e ao fim do dia...

Agorinha mesmo, do nada, resolvi olhar meus livros. E do nada abri "Contos de Aprendiz" do Drummond. No sumário, numa caligrafia que perdi há tempos:

"eu agradeço a Você, Deus, por este dia maravilhoso;
pelos espíritos verdejantes das árvores e o
sonho azul do céu; e por tudo que é natural,
que é infinito, que é sim.
(eu, que morri, estou vivo outra vez,
e este é o aniversário do sol;
este é o
aniversário da vida e do amor e das asas:
o acontecimento ilimitável da grande
alegria da terra)"
e.e. cummings.



Rosana: 23:05
comentários

Ora ora, espero que os próximo feriados continuem produtivos... :-)

Ghost: 17.04.06 04:30

Lindo. Lindo.

Rafiza: 17.04.06 10:28

Olá passeando descobri seu blog. gostei muito, faça me uma visita venha conhecer o meu..
bjs Francis

francis: 20.04.06 12:08

saudade..hoje, pela janela da direção, te vi a caminho do estacionamento em passos lentos... ta tudo bem?

lila: 27.04.06 04:41
nome:


e-mail:


URL:


comente:


guardar dados?